WHO KILLED ROSIE PALMER? – As semelhanças entre The Killing e Twin Peaks

Texto originalmente publicado no site Movier.

 

Que Twin Peaks influenciou muito o universo das séries de ficção a gente já sabe, mas uma dessas influências é tão clara e bem elaborada que merece uma menção honrosa. Estamos falando da série da AMC, o drama policial The Killing, criado por Veena Sud e baseado na minisérie dinamarquesa Forbrydelsen.
Apesar de Twin Peaks tratar de forma metafórica da dicotomia entre o bem e o mal, se tratava de uma série mais fantasiosa, afinal foi um programa de televisão cheio de personagens peculiares, anões dançando, gigantes enigmáticos e uma personificação sobrenatural do mau conhecido simplesmente como “Bob”. The Killing, por outro lado, não tem esses elementos ficcionais e apresenta personagens mais próximos do nosso cotidiano. Mas ainda que a policial Sarah Linden não tenha um gosto apurado por café e cherry pies, as semelhanças entre Twin Peaks e The Killing são indiscutíveis.

the-killing

Logo no primeiro episódio um plano grande geral de uma floresta de pinheiros na cidade de Seattle nos faz lembrar da atmosfera da cidade de Twin Peaks.

A primeira conexão entre as duas séries começa a partir do plot inicial na história de cada uma delas: a morte de uma garota que acaba revelando muitos segredos. Laura Palmer e Rosie Larson compartilham um perfil semelhante, ambas foram brutalmente assassinadas, encontradas na água (ou próxima dela) e tinham uma vida dupla. Laura Palmer foi rainha do baile em sua escola, e do tipo de adolescente que se voluntaria para ações sociais na cidade. Rosie Larsen é descrita como uma “boa menina sem segredos”. Na realidade, porém, as duas jovens mostram um lado escuro cheio de fantasias sexuais e visitas clandestinas para as localidades mais sórdidas de sua respectivas comunidades.Quando é mostrado o cadáver de Rosie é impossível não vir a memória a imagem de Laura Palmer morta, o corpo de uma linda jovem sofrendo a ação temporal da água e refletindo a capacidade cruel do ser humano.


Igualmente semelhantes, as cenas de abertura de ambas as séries preparam o terreno para o que está vindo seguir. Em Twin Peaks, Pete Martell embarca em uma viagem de pesca de manhã cedo, onde encontra o corpo de Laura Palmer envolvido em plástico e próximo a água. Já em The Killing, a detetive Sarah Linden está correndo e encontra próximo da água o cadáver de um animal. Ambas as aberturas refletem o tom geral dos dois programas, apesar da beleza dos lugares, algo parece não estar certo.
Mas sem dúvida uma das mais impressionante semelhanças entre séries é a maneira pela qual os pais das vítimas se tornam conscientes de que suas filhas foram assassinadas. Em Twin Peaks, Sarah Palmer liga para Leland Palmer no Great Northern Hotel, onde Leland trabalhava, para informá-lo de que Laura estava desaparecida. Enquanto eles estão conversando, o xerife Harry S. Truman chega ao hotel para dar a notícia da morte de Laura a Leland. Ele nunca chega a falar as palavras, no entanto, o o pai de Laura Palmer percebeu imediatamente o que havia acontecido. Ele deixa cair o telefone, deixando esposa Sarah implorando para saber o que estava acontecendo.
A cena da notícia da morte de Rosie Larsen em The Killing é muito semelhante, o pai de Rosie Larsen, Stan, dirige para o local onde a polícia encontrora o corpo da adolescente enquanto falava em seu telefone celular para a esposa Mitch. Não é dito nada a Stan Larsen para que este saiba o que aconteceu, e assim como Leland, deixa cair seu celular, fazendo com que Mitch fique tão desesperada por informações como Sarah Palmer em Twin Peaks.
O surto de Leland Palmer no funeral de sua filha, onde foi possível perceber a loucura motivada pela dor incontrolável de um pai que perdeu a filha, é também um dos momentos mais importantes do desenvolvimento do personagem. Em The Killing assim como em Twin Peaks, vimos Stan se esconder no banheiro de um posto de gasolina para expressar sua dor, dando-nos um sentido mais desenvolvido do quão perdido ele está em sua própria agonia.
Outra referência presente em The Killing é o Casi Wapi Eagle que se localiza em terras indígenas, ou seja, a polícia de Seattle não pode interferir no local ou fazer suas investigações sem permição da dona do cassino. One Eyed Jacks é o casino de Twin Peaks e está localizado do outro lado da fronteira canadense em British Columbia, logo o Agente Cooper passa pela mesma situação que a policial Sarah Linden. Como se não fosse suficiente, ambos os casinos estão envolvidos em esquemas de prostituição e trazem importantes ligações com a morte de Laura e Rosie.
O quinto episódio da primeira temporada entitulado “Super 8” , trouxe ainda mais semelhanças entre as duas séries. O plot central do episódio foi a descoberta de um filme experimental feito por Rosie com uma câmera Super 8, que nos coloca um pouco no lugar dela, e assim entender mais sobre sua vida. Há um momento no filme, quando Rosie está sendo filmada, em que mostra-se um pequeno reflexo de quem está segurando a câmera. Surpreendemente Laura Palmer também fez um vídeo e, apesar de Laura não se apresentar tão cineasta quanto Rosie, o Agente Cooper descobre uma pista através do reflexo no olho de Laura Palmer.


Ambas as séries utilizaram a morte de um adolescente em uma comunidade tranquila para explorar os segredos que inevitavelmente se escondem. The Killing apresenta uma qualidade mais tradicional noir que é fundamentada na realidade, Twin Peaks continha o estilo cinematográfico único de seu criador David Lynch, e foi, em essência, um mundo de sonho onde as forças do bem e do mal se colidem. Indiscutivelmente, Lynch marcou o modo de fazer séries televisas, e deixou de recordação uma geração que até hoje tem medo de corujas. Não é possível comparar, no entanto, a grandeza do legado de Twin Peaks com The Killing, mas é interessante notar como suas raízes não perderam a força com o passar dos anos.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s